O ministro Benjamin Zymler, do TCU (Tribunal de Contas da União), determinou a realização de diligência junto ao Ministério da Saúde e à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para que, no prazo de dez dias, os órgãos apresentem esclarecimentos sobre o protocolo que recomendou o uso da cloroquina no combate a quadros leves de covid-19.

 

 

Entre outras coisas, o Ministro pede para que seja apresentado o parecer da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Sistema Único de Saúde) ou a justificativa para a ausência do documento. Outra solicitação é a manifestação da Anvisa sobre o uso do medicamento no combate à covid-19.

 

 

Durante a sessão do TCU desta terça-feira (3), que discutiu o assunto, o ministro José Múcio Monteiro, presidente do Tribunal, disse, em tom de bricadeira, que comprou o medicamento de forma preventiva. “Eu, por via das dúvidas, comprei. Afinal, sou do grupo de risco.”

 

Já o Ministro Raimundo Carneiro concordou que a adoção do protocolo para o uso do medicamento deve se feita com análise médico-científica, mas acrescentou: ” qual é o remédio que não tem efeito colateral?”

 

Fonte: R7