foto: RPC Cascavel/Reprodução

Cinco mandados de prisão e cinco de busca e apreensão estão sendo cumpridos em uma operação da Polícia Federal (PF), em Guaíra, na região oeste do Paraná, e em Itaquiri, no Mato Grosso do Sul, para combater o tráfico transnacional de drogas.

A ação também foi deflagrada com o objetivo de identificar os responsáveis pela morte do militar do exercito Daniel Henrique Trarbach A operação foi batizada de Homem Anjo.

O crime ocorreu no dia 10 deste mês. Trarbach estava com dois outros militares participando de um patrulhamento do Rio Paraná quando a embarcação foi atingida por uma lancha de um comboio, em alta velocidade, carregada com entorpecentes. Um dos barcos foi jogado para cima da lancha da PF.

O militar caiu na água e o corpo dele foi encontrado cinco dias depois, segundo a PF. Os outros dois militares tiveram ferimentos na cabeça e foram encaminhados para uma Unidade de Pronto Atendimento (Upa). No dia seguinte, eles receberam alta.

Além dos mandados de prisão, também serão cumpridos cinco ordens de busca e apreensão.

O acidente

Segundo os dois militares que também estavam no barco, o local estava escuro no momento do acidente. Eles disseram que foram surpreendidos pelo comboio com quatro barcos de contrabandistas e traficantes em alta velocidade.

O choque foi tão forte, conforme eles, que um dos soldados chegou a desmaiar, mas foi socorrido pelo colega. O terceiro militar, que era Daniel, caiu na água.

Antes da operação, que dura há um ano, cerca de 300 barcos cruzavam as águas do Rio Paraná levando mercadorias contrabandeadas.

 Fonte: G1